A Programação da Televisão Ensina Adultério e Perversões Sexuais

https://malucoporjesus.wordpress.com 

Os autores da Nova Ordem Mundial afirmam que o “Cristo” deles só poderá aparecer quando uma porcentagem suficiente da população estiver condicionada a aceitar seus valores e sua pessoa. A televisão e o cinema há muito estão sendo utilizados para realizar essa transformação nas atitudes e valores da população. Veja o quanto afundamos na área de moralidade sexual e perceba o quão perto estamos dos valores do satanismo do Anticristo.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia a dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados !

Você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na THE CUTTING EDGE

Resumo da notícia: “O Sexo Predomina nas Atuais Comédias de Situação”,

The Providence Journal Bulletin, 28/01/97, pg G-1.

 “É uma noite de janeiro do início de 1967, e com a louça do jantar já lavada, a família nuclear senta-se diante do televisor Magnavox preto-e-branco. Samantha se agita em Endora para transformar Darrin em um burro na noite anterior a uma apresentação importante. A irmã Bertrill, a Noviça Voadora, se meteu em encrencas outra vez, ao tentar arrecadar dinheiro para o orfanato. Batman e Robin estão perseguindo o Charada pelos canais subterrâneos de esgoto de Gotham City.”

“Avance 30 anos, para uma noite no início de janeiro de 1997. Caixas vazias de pizza estão no lixo e o que restou da família nuclear liga o televisor Sony de 27 polegadas e assiste a um programa no horário nobre. Em The Nanny, Fran, vestindo uma minissaia bem apertada, provoca seu chefe bonitão fazendo alusões pouco veladas sobre sua vida sexual. Em Men Behaving Badly, Jamie descobre que está sem filtro de papel e usa uma cueca para coar o café para a mulher que está tentando conquistar. Em The Jamie Foxx Show, a comediante sai seminua de dentro de um bolo. Um anúncio de Spin City diz que o famoso Michael J. Fox fará o papel de um homem impotente, que mora junto com a namorada.”

Que enormes diferenças entre as cenas nos parágrafos 1 (1967), e 2 (1997) acima! Rapidamente, vamos examinar as diferenças entre as duas cenas:

Parágrafo 1 – A família retratada está intacta.

Parágrafo 2 – A família está dividida, provavelmente separada pelo divórcio ou foi formada sem um matrimônio.

Parágrafo 1 – Alguém, possivelmente a mãe, preparou o jantar para a família.

Parágrafo 2 – O jantar não foi preparado; em vez disso, encomendou-se uma pizza.

Parágrafo 1 – A tecnologia é um velho televisor Magnavox preto-e-branco, de tela muito pequena.

Parágrafo 2 – A tecnologia é a nova Sony em cores, com tela de 27 polegadas.

Parágrafo 1 – As cenas dos programas mostram comédias, preocupações com os menos afortunados, e inocentes perseguições polícia contra bandido, em que não há derramamento de sangue, e dificilmente alguém é morto.

Parágrafo 2 – As cenas dos programas são de sexo, sexo e mais sexo.

Antes de continuamos com esse artigo de jornal, vamos revisar alguns fatos básicos, citados de duas Bíblias. Primeiro, citarei a Bíblia Satânica, de Anton Lavey, e depois citarei a Bíblia Sagrada, de Deus. Quando eu terminar, você terá uma idéia mais clara do ponto para o qual nossa sociedade está sendo levada e quais resultados podemos esperar.

No Seminário 1, America’s Leadership of the New World Order [disponível em fitas cassetes no site da The Cutting Edge] quando afirmo categoricamente que a maior parte da população já é “satanista praticante”, as pessoas riem ou ficam com raiva. No entanto, quando cito a Bíblia Satânica sobre quais são os valores satânicos, a risada e a raiva desaparecem imediatamente, quando os ouvintes reconhecem que a população já aderiu aos valores do satanismo em suas vidas diárias. A maioria das pessoas começou a praticar satanismo sem perceber que esteja fazendo isso. Certamente, elas não se reúnem em cerimônias à meia-noite, vestindo roupas estranhas, proferindo mantras e sacrificando animais e pessoas; no entanto, começaram a praticar o satanismo diariamente em suas vidas. Satanás já controla seus corações, suas atitudes e seus sistemas de valores.

Segundo a Bíblia Satânica, qual é o núcleo, quais são os valores básicos do satanismo? Quais são os valores predominantes do satanismo?

O satanismo estimula a indulgência em cada das seguintes áreas: [pg 46]

Egoísmo pessoal e ganância

Orgulho

Lascívia

Raiva

Inveja

Glutonaria

Indolência (preguiça)

Contemple por alguns instantes esses valores satânicos, e compare-os com as pessoas ‘normais’ em sua vida. Em seguida, tenha esses valores satânicos em mente ao ler os jornais. Você não vê que a maior parte das notícias, a maior parte dos crimes e a maior parte dos nossos problemas procedem de cidadãos ‘normais’ que adotaram esses valores satânicos? Vejo muito crime decorrente da prática dos valores satânicos 1, 2, 3, 4 e 5, você não? Nos crimes como homicídios, roubos, violência doméstica, consumo de drogas e do álcool, no abuso sexual das crianças, e na problemática das doenças sexualmente transmissíveis e suas enormes conseqüências sociais, vemos que todos esses problemas são causados por cidadãos ‘normais’ que aderiram aos valores satânicos.

Se o valor satânico número 6 não fosse um verdadeiro problema, não teríamos tantas pessoas obesas em nossa sociedade e as dietas não seriam a ordem do dia. Também não teríamos tanta ênfase em trabalhar fora, em manter a boa forma e viver “jovem para sempre”.

E, você não vê nossos programas de Bem-Estar Social no valor número 7?

Agora, compreenda este princípio: o Anticristo vai adotar exatamente essas mesmas atitudes e valores. Portanto, os cidadãos ‘normais’ que formam nossa sociedade terão de mudar para aderir a esses valores em sua vida cotidiana. Assim, quando o Anticristo surgir, essas pessoas acharão os valores dele “normais”, porque são exatamente iguais aos seus valores! Já estamos nesse ponto? Se estamos, então é exatamente mais um sinal de que o aparecimento do Anticristo está muito próximo. Lembre-se, essas mudanças em valores individuais básicos devem ter ocorrido silenciosamente, quase de forma invisível, para que as vítimas não saibam o que aconteceu com elas; em vez disso, defenderão esses valores como sendo “normais”, e não sentirão que estão vivendo em pecado. Como escreveu um autor, “Esta mudança cultural é sinistra, porque é invisível para aqueles que já se tornaram cativos da sua mentira…. Eles nem mesmo percebem que as luzes estão apagadas.” [Charles Colson, Against The Night: Living In The New Dark Ages (Contra A Noite: Vivendo na Nova Era das Trevas), Servant Publications, 1989, pg 98.]

Para compreender quão completamente chegamos a esse ponto, precisamos continuar com nosso artigo do jornal.

“Em todos os aspectos, as comédias de situação da televisão mudaram radicalmente nos últimos trinta anos. Algumas pessoas lamentam o fim da Era de Ouro, dizendo há muito pouco humor original. [Nota do autor: Observe que a queixa aqui não é sobre a moralidade da comédia de situação, mas que elas contenham ” muito pouco humor original”]. Outros afirmam que séries como Seinfeld e The Larry Sanders Show (e Cheers poucos anos atrás) representam uma forma híbrida, que mistura comédia inteligente com crítica social afiada [Nota do autor: Isto é o que são essas comédias de situação recheadas de sexo, “crítica social afiada”?]”

“Mas, há uma coisa com a qual virtualmente qualquer pessoa que assista às comédias na televisão concordará: o sexo está em toda a parte.” Isso soa como os valores satânicos 1 e 2! Todos os que assistem a essas comédias de situação regularmente, é lógico, porque gostam delas, estão praticando satanismo! Quem diz isso não sou eu; é a Bíblia Satânica. É hora de acordar do estupor espiritual e compreender os tempos desesperadores em que estamos vivendo! Nossa sociedade está muito próxima do ponto em que poderá aceitar os valores de Anticristo. E, quando você une isso às muitas outras outras coisas que estão acontecendo, como o aumento no número de homicídios, tanto dos muitos novos quanto dos idosos, pode facilmente ver que o Anticristo está muito próximo!

Agora, voltemos ao nosso artigo.

“Um estudo realizado em dezembro pela Children Now e pela Fundação Família Kaiser, dois grupos de política pública, descobriu que três de cada quatro programas na hora da família’ – das 20 às 21 horas – contêm diálogos ou comportamento com referências sexuais, quatro vezes mais que em 1976.” Esse dado estatístico é francamente inacreditável: três de cada quatro programas [75%] são escritos com diálogos e/ou comportamento sexuais.Pais cristãos, vocês percebem que ao mesmo tempo que tentam transmitir valores cristãos aos seus filhos, os programas da televisão estão ensinando valores satânicos a eles? Percebem por que a Bíblia contém tantas advertências para nos separarmos completamente de tentações carnais? Nossa natureza carnal corrupta está naturalmente inclinada para esses pecados e acha mais fácil e “mais natural” segui-los do que seguir os padrões espirituais de Deus; conseqüentemente, as crianças, que enfrentam tantos desafios na vida quando estão na pré-adolescência e na adolescência, provavelmente selecionarão os valores pecaminosos, se forem bombardeadas constantemente com estímulos sexuais!!!Pais, é tempo de ou desligar seu televisor, exceto para o notíciário e esportes, ou então jogá-lo fora. Eu joguei fora meu televisor durante os anos de adolescência dos meus filhos, e minha família prosperou emocional, mental, e espiritualmente.

Agora, entretanto, vamos voltar à notícia principal. Ouçamos o adepto da Nova Era Norman Lear, tentar definir melhor esse debate. “‘O maior problema com quanto sexo há na TV não é se é ou não ofensivo’, diz Norman Lear, uma das pessoas que quebraram os tabus sexuais na televisão nos anos 70, para elevar a consciência social. ‘É simplesmente que a maior parte do sexo na TV hoje não é engraçada. É estúpida e chata.'”

Que afirmação! Primeiro, Lear tenta se evadir da questão da moralidade cristã que está sendo ofendida aqui – de fato, implicitamente reconhece que a moralidade de fato está sendo ofendida, mas está simplesmente dizendo que não importa – dizendo que o problema com todo esse sexo hoje é que ele não é engraçado; é “estúpido e chato”. O que ele está dizendo é que, se o conteúdo sexual das comédias de situação fosse engraçado, e não estúpido e chato, tudo estaria bem! E, observe a admissão dos autores desse artigo de jornal, quando declaram que a razão de Lear quebrar tabus sexuais na televisão nos anos 70 com seus programas foi “elevar a consciência social”! Esta é a primeira vez que vejo alguém admitir que os autores da televisão escrevem seu material a partir de um plano para a sociedade, com o objetivo de mudar as atitudes e os valores das pessoas, dos valores cristãos tradicionais para os valores da Nova Era/Nova Ordem Mundial! Que grande admissão do autor desse artigo!

Agora, esse artigo entra em alguns assuntos específicos que deixarão qualquer cristão profundamente chocado. “Das assim chamadas comédias de situação de qualidade (Mad About You e 3rd Rock From The Sun) às versões voltadas às camadas sociais inferiores (Martin, e Casado… Com Filhos) uma grande maioria dos enredos no horário nobre desenrola-se em torno da gratificação sexual dos personagens – ou da falta dela.” Quantos desses programas você está assistindo? Um dos maiores problemas em nossa sociedade hoje é que muitos cristãos regularmente se divertem assistindo a esse tipo de programas. Você é um deles?

“Nas últimas décadas, o retrato que a televisão faz da vida deu uma guinada de 180 graus em direção à lascívia, mas virtualmente ninguém – incluindo os autores e produtores responsáveis pelos programas – diz que todo esse sexo torna as comédias de situação mais engraçadas.” Bem, essa admissão é interessante! Por que incluir tanto sexo em virtualmente todas as comédias de situação, se não torna os programas mais engraçados? Nenhuma resposta é realmente dada; em vez disso, o foco do debate é sutilmente mudado, para saber se o conteúdo sexual está sendo tratado “apropriadamente”.

“Como muitos autores de comédias de situação, Larry Charles faz uma distinção entre bom e mau sexo na televisão. O sexo em Seinfeld, por exemplo, é tratado com grande sofisticação, diz ele. Até mesmo o famoso episódio em que os quatro personagens principais competiram para ver quem conseguia se abster por mais tempo da masturbação … foi tratado com destacada sutileza. ‘Mais importante’, diz ele, ‘é que aquilo foi muito, muito divertido’.”

https://malucoporjesus.wordpress.com

Que ultraje! Que falência moral! Nenhum cristão pode justificar tornar a masturbação o assunto de um programa de televisão. Em minha pesquisa sobre a Nova Ordem Mundial, tomei conhecimento da importância da pornografia para o progresso do reino vindouro do Anticristo [Nova Ordem Mundial]. Por que? Porque a pornografia interfere no desenvolvimento das virtudes e dos valores cristãos na vida do rapaz adolescente em desenvolvimento, ou do pré-adolescente. E, a pornografia é cumulativa, de modo que leva a níveis mais sérios de pornografia, especialmente para as perversões de todos os tipos; e leva ao comportamento imoral. De fato, a pornografia mais profunda pode conduzir o indivíduo a um comportamento criminal em muitas situações, sendo responsável por muitos casos de homicídio, abuso sexual de crianças e abuso do cônjuge, para mencionar somente algumas poucas conseqüências. Além disso, minha pesquisa revelou que o objetivo número um dos pornógrafos é fazer os homens se masturbarem! Visto que a masturbação é uma parte tão integral da pornografia, podemos observar quão vil isso pode se tornar, e podemos também compreender quão vil é uma comédia de situação fazer disso o tema principal de um episódio em particular. Quantos jovens, reagindo a essa comédia de situação em particular, da maneira prescrita no Plano das Seis Etapas de Mudanças de Comportamento [leia o artigo N1055], acabaram de assistir a esse programa com o sentimento distinto de que masturbação não é errada? Suas atitudes teriam sido mudadas somente um pouquinho, não teriam?

Casado … Com Filhos, começou como uma inteligente, porém vulgar paródia das açucaradas comédias de situação familiar dos anos 50 mas tornou-se, na opinião de muitos críticos, uma tremenda paródia de si mesma. ‘Não temos qualquer espécie de razão filosófica profunda para fazer piada com sexo,’ diz Ron Leavitt, o criador do programa. ‘Nossa intenção era somente subverter o gênero de diversão de família estridentemente limpo.'” Outra vez, que admissão extraordinária, de abrir os olhos para os planos ocultos que estão por trás dos programas de televisão atuais. Os autores e produtores desejam “subverter” os valores normais da família. Quanto mais claro precisa ficar, amigos?

“Após dez temporadas… até mesmo as grosserias dos personagens tornaram-se previsíveis. As poucas piadas que não se referem aos hábitos sexuais dos personagens (uma mãe frustrada sexualmente, um pai que é ejaculador precoce, uma filha promíscua, um filho relaxado) giram em torno da má higiene pessoal deles.” É esse o retrato da família “normal” hoje? A mãe é sexualmente frustrada porque o pai é um ejaculador precoce, a filha é promíscua, o que significa que faz sexo com qualquer um, e o filho é relaxado e vulgar, o que significa a mesma coisa. Que diferença para os quadros de “I Love Lucy” e Papai Sabe Tudo da “típica” família dos anos 50. O quanto caímos!

Para compreender absolutamente que espécie de nação a indústria da televisão sabe que nos tornamos, ouça o criador da comédia de situação Ned and Stacey, Michael Weithorn. “É a realidade comercial que força os autores atuais a explorar o filão do humor sexual. ‘As redes de televisão estão direcionando sua programação para o público na faixa de 18 a 49 anos e, às vezes, dos 18 aos 34 anos. O estilo do humor é voltado para esse público. Isso é o que é necessário para fazê-los rir.'” Você percebeu o que ele acabou de dizer? Acabou de dizer que a pesquisa sofisticada realizada pelas redes de televisão descobriu que a público principal – entre os 18 e 49 anos – deseja esse tipo de programa sexualmente explícito. As pessoas desejam isso, e assim, na economia de livre mercado, o que o cliente deseja, o cliente recebe! O ponto é simplesmente que essas comédias de situação da televisão, carregadas com sexo, refletem exatamente o tipo de indivíduos que forma nossa sociedade. Tempos atrás, em minha atividade comercial, observei a obsessão da maioria das pessoas, tanto homens quanto mulheres, com sexo.

Agora, gastemos alguns momentos no fim deste artigo para examinar essa situação deplorável de uma perspectiva bíblica. Estamos treinando nossas crianças e adultos jovens para perseguir uma vida cheia de imoralidade sexual, um pecado a que Bíblia chama de adultério. Citando o Holman Bible Dictionary, “Adultério é o ato da falta de fidelidade no casamento, que ocorre quando um dos cônjuges voluntariamente se envolve em intercurso sexual com uma pessoa do sexo oposto que não seja seu cônjuge.” As palavras-chave nessa definição são “no casamento”. Deus concebeu o sexo para ocorrer unicamente dentro do seu plano para o casamento, isto é, entre marido e mulher. Isso proíbe o sexo entre um homem e uma mulher que não sejam casados, assim como o “sexo” homossexual ou lésbico.

“A lei da aliança de Israel do Velho Testamento proibia o adultério [Êxodo 20:14] e, portanto, tornou a fidelidade no casamento central na vontade divina para os relacionamentos humanos. Muitas determinações no Velho Testamento tratam o adultério como uma ofensa do homem adúltero contra o marido da mulher adúltera. Além disso, ambos, o homem e a mulher adúlteros, eram vistos como culpados, e a punição de morte estava prescrita para ambos [Levítico 20:10]. A severidade da punição indica as sérias conseqüências que o adultério tem para o relacionamento divino-humano [Salmos 51:4] assim como para o casamento, a família, e os relacionamentos na comunidade.” [Holman Bible Dictionary]

Você compreendeu essa última sentença? A razão de Deus ver a atividade sexual fora do casamento como pecado é que o casamento humano é um tipo, ou um retrato, da vontade divina para o relacionamento entre Deus e o homem! Quando uma pessoa é infiel ao seu cônjuge, viola o casamento divino entre o próprio Deus e a humanidade. Foi por isso que Davi orou da forma como fez após o profeta Natã confrontá-lo sobre seu relacionamento adúltero com Bate-Seba. “Tem misericóridia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares.” [Salmos 51:1-4]

O verso 4 é a chave para nossa compreensão aqui. Apesar de o rei Davi ter tomado Bate-Seba de seu marido legítimo, destruindo o casamento dela, e apesar de ter feito com que o marido dela ficasse exposto na batalha para que morresse, Davi corretamente compreendeu que seu pecado foi contra Deus. “Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista … ”

No Novo Testamento vemos esse casamento entre Deus e o homem ainda mais claramente quando o Messias Jesus casa-se com a igreja cristã, e a chama de sua “noiva” [Apocalipse 19:7-9].

Visto que o adultério entre marido e mulher é uma violação do casamento espiritual que Deus estabeleceu entre ele mesmo e a humanidade, podemos esperar que esse pecado tenha conseqüências muito severas. Deus decretou a pena de morte para qualquer um, homem ou mulher, pego em flagrante de adultério, como mencionamos anteriormente.

Permita-me agora fazer uma pergunta teórica. Visto que uma nação é simplesmente um conjunto de indivíduos que compartilham um mesmo idioma, um território comum, e leis comuns, como Deus reage quando um povo comete continuamente o pecado do adultério? Além disso, nossa sociedade está cometendo o pecado de também ensinar os jovens a cometer adultério, desse modo sentenciando suas almas ao Inferno. A Bíblia está repleta de advertências sobre esse tipo de pecado. Em Romanos 1:32, Deus adverte que aqueles que sabem o que é errado, mas insistem em praticar o erro e estimulam outros a praticar o mesmo pecado, estão sujeitas a um julgamento muito especial.

Assim, como Deus lida com uma nação cujos cidadãos estão pecando grandemente todos os dias, neste caso, o pecado do adultério? A resposta é simples, mas profunda:

A Moralidade Particular Coletiva Rapidamente Torna-se a Moralidade Nacional aos Olhos de Deus.

Portanto, quando os líderes de uma nação em particular, recusam-se a aplicar as determinações de Deus para a punição aos pecados graves, Deus então pune a nação inteira, como faria com o indivíduo. No caso do adultério, em que a punição é a morte física, Deus pode, no tempo apropriado, executar fisicamente toda a nação.

No Velho Testamento, vemos várias execuções de cidades ou nações pela mão de Deus. O episódio do Dilúvio em Gênesis 6:1-9:19 é a primeira vez que Deus executou nações inteiras, nesse caso, o mundo inteiro, como punição pelo pecado. Embora Deus não tivesse ainda codificado seus mandamentos, eles eram bens conhecidos por meio de suas instruções verbais.

Então, no caso de Sodoma e Gomorra, Deus puniu duas grandes cidades por causa do pecado sexual. A maioria pensa que o pecado da homossexualidade tenha sido a razão básica para a destruição física dessas duas cidades, mas, como diz o Holman Bible Dictionary, “A luxúria anormal dos homens de Sodoma [Gênesis 19:4-8; Judas 7] deu origem ao termo moderno ‘sodomia’, mas a cidade era culpada de uma série completa de pecados, incluindo o orgulho, a opressão dos pobres, a soberba, e ‘coisas abomináveis’ [Ezequiel 16:49-50]. Juntas, Sodoma e Gomorra deram um ponto de comparação para a pecaminosidade de Israel e outras nações [Deuteronômio 32:32; Isaías 1:10; Jeremias 23:14]. A memória de sua destruição dava uma imagem do julgamento de Deus [Isaías 13:19; Jeremias 49:18; Mateus 10:14-15; 11:23-24] e as fez um exemplo a ser evitado [Deuteronômio 29:23-25; II Pedro 2:6].”

Há um aspecto interessante nessa história de Sodoma e Gomorra que a maioria dos eruditos, pastores e professores deixa de observar. Eu gostaria de compartilhar com você, porque é terrivelmente verdadeiro em nossa sociedade atual.

Toda a sociedade de Sodoma apoiava a atividade homossexual. As escolas, as igrejas, os tribunais e todas as demais organizações sociais ofereciam todo o apoio. Todos ensinavam que aquela era uma atividade sexual normal.

Por que digo isso? Por causa do relato bíblico em Gênesis 19:2-4. Os anjos santos de Deus [que tinham tomado a forma de homens] enviados para resgatar Ló e sua família antes de Deus destruir as cidades, passaram a noite na casa de Ló, onde ele lhes preparou uma refeição. No verso 4, vemos que tipo de espetáculo aconteceu. A população homossexual de toda a cidade, tanto jovens quanto velhos, cercou a casa, para exigir que os visitantes viessem para fora. Por que eles queriam que aqueles anjos disfarçados saissem para fora? Para que pudessem fazer sexo com eles. Agora, espere um minuto! A população homossexual que estava do lado de fora da casa de Ló pretendia fazer sexo grupal com aqueles “homens” em público! Em público! No nosso país ainda temos leis que proibem atos sexuais em lugares abertos, em público. Muitos pontos de parada nas rodovias foram fechados porque homens homossexuais estavam se encontrando lá e fazendo sexo. Temos leis que teriam feito aqueles homens de Sodoma temerem fazer sexo em locais públicos.

Portanto, como aqueles homens não demostravam receio de serem presos, podemos unicamente concluir que, antes desse evento, as leis de Sodoma foram mudadas, permitindo atos sexuais em público, as leis conferiram um manto de proteção social para o sexo em público!

Tal era a condição de Sodoma e Gomorra quando Deus as destruiu fisicamente, uma execução nacional. Jesus predisse que, no tempo da Grande Tribulação, a sociedade exibirá o mesmo comportamento que a população de Sodoma exibiu antes de Deus destruir a cidade. Leia Lucas 17:28-30.

Isto significa que os EUA, e as outras nações do mundo vão em breve mudar suas leis para descriminalizar a homossexualidade, possivelmente permitindo os atos sexuais em público? Acredito que seja a conclusão lógica do processo que estamos vendo hoje, em que a aceitação governamental da homossexualidade está crescendo aos saltos. O presidente Clinton proibiu que as Forças Armadas afastem qualquer indivíduo por causa da orientação homossexual. As escolas públicas estão ensinando a aceitação aos homossexuais e temos essa mesma mensagem na mídia. Até mesmo os escoteiros estão sob fogo cruzado, por não permitirem que indivíduos homossexuais sejam comandantes de tropa.

Em breve, provavelmente após o arrebatamento da igreja, as leis serão mudadas, provavelmente para permitir atos sexuais em público, não somente dos homossexuais mas também dos heterossexuais. Vemos um aperitivo disso hoje, quando os participantes das marchas do Orgulho Gay simulam atos sexuais ao desfilarem pelas ruas.

E, quando a sociedade finalmente aceitar o sexo público, podemos olhar para trás, para o trabalho que a televisão e o cinema fizeram para preparar o caminho para que essa mudança acontecesse. A televisão e o cinema prepararam as mentes e os corações das pessoas para essa transformação final.

Pais, vocês precisam ter nas mãos o controle de seu televisor, mesmo que tal ação crie uma grande luta com seus filhos. Estamos no fim dos tempos, em que a guerra espiritual será muito intensa. Muito em breve, vocês estarão diante do tribunal de Cristo para prestar contas de sua vida. Quando Jesus avaliar a forma como você educou seus filhos, poderá ouvir elogios pelo esforço que fez para criar as crianças “no caminho e na admoestação do Senhor?” Não seremos responsabilizados pelo caminho espiritual por que nossos filhos decidiram seguir, mas seremos responsabilizados pela forma como lutamos a batalha espiritual envolvida na criação deles.

Pais, DESLIGUEM SUA TELEVISÃO. OU MELHOR, JOGUEM FORA O APARELHO !

O fim dos tempos está vindo rapidamente, e vemos muitos sinais da condição de sociedade que a Bíblia predisse que haveria nesta época. Esse assalto à moralidade é apenas um dos eventos profetizados.

https://malucoporjesus.wordpress.com

EU AMO A MENSAGEM DA CRUZ

Texto-Base: 1 Cor. 1.18s

INTRODUÇÃO: A morte de Cristo na cruz é um fato central para o cristianismo. É interessante que é da palavra latina “cruz” vem a palavra “crucial”, isto é, central, importante. “A cruz é o centro da história do mundo. A encarnação de Cristo e a crucificação de nosso Senhor são o centro ao redor do qual circulam todos os eventos de todos os tempos”. Alexander MacLaren Alderi – As três vertentes do neo-pentecostalismo brasileiro hoje: um apóstolo, um bispo e um missionário.

Onde está a cruz de Cristo em tudo isso ?

 O QUE SIGNIFICA A MORTE DE CRISTO

 1. Substituição.

a. Significado. Cristo morreu no lugar dos pecadores.

b. Termos envolvidos.

(1) Anti é uma preposição grega que significa claramente “em lugar de” (Mt 20:28).

(2) Huper é uma preposição grega que às vezes significa “em benefício de” e às vezes “em lugar de” (como numa passagem não soteriológica como Filemom 13 e em passagens soteriológicas como 2 Co 5:21 e 1 Pe 3:18).

c. Resultados.

(1) Os pecados são removidos pela substituição.

(2) A justiça de Cristo é atribuída ao pecador que crê nEle.

 2. Reconciliação.

a. Significado. O estado de alienação em que o homem se encontra em relação a Deus é alterado de modo que ele pode ser salvo (2 Co 5:19).

b. Causa da necessidade de reconciliação – a inimizade existente por causa do pecado (Rm 5:10).

3. Propiciação.

a. Causa de nossa necessidade – a ira de Deus (Rm 1:18).

b. Significado. Deus ficou satisfeito com a morte de Cristo pelo pecado.

c. Texto-chave – 1 João 2:2.

d. Meio – o sangue de Cristo (Rm 3:25).

4. Fim da Lei Mosaica – Romanos 10:4; Colossenses 2:14; 2 Coríntios 3:7-11.

5. Base para a remoção de pecados anteriores à cruz – Romanos 3:25.

6. Base para o julgamento de Satanás e suas hostes – João 12:31.

7. Redenção.

a. Significado.

(1) Pagar o preço do resgate (2 Pe 2:1).

(2) Retirar do mercado de escravos (texto grego de Gl 3:13).

(3) Efetuar plena libertação (Mt 20:28).

b. Benefícios. O preço do pecado foi plenamente pago e o pecador libertado de todas as conseqüências do pecado.

 ESTÁ CONSUMADO: Tetelestai = «Está Consumado» / «Completamente Pago».

 Repare: nos tempos de Jesus, o Império Romano estava em vigor, paralelo ao Império das Trevas; sempre que uma pessoa fosse condenada num tribunal romano, segundo a lei vigente, preparavam um “escrito de dívida”, onde seria citado cada crime que a pessoa em questão cometera. Este documento significava que o prisioneiro devia a César um pagamento fixado por cada crime específico. Assim que isso acontecesse, pegavam naquele documento, o “Escrito de Dívida”, e escreviam: “ESTÁ CONSUMADO”, enrolavam o documento e entregavam para o ex-condenado. Dessa forma, ele nunca mais poderia ser punido pelos mesmos delitos.

 Colossenses 2.13-15 “E a vós outros, que estáveis mortos pelas vossas transgressões e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os nossos delitos; tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu- o inteiramente, encravando-o na cruz; e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz”.

 OBS: AS TRÊS PERGUNTAS DE PAULO: 1 Co 1.20

 CONCLUSÃO: “Deus requer satisfação porque é santo, mas dá satisfação porque é amor”. Augustus H. Strong.

 Ilustração: o nadador e a piscina vazia.

 A. W. Tozer: Um recém-convertido aproximou-se de um cristão mais antigo e lhe fez a seguinte pergunta: “O que significa estar crucificado?” “Estar crucificado implica em três coisas. Primeiro, o crucificado tem os olhos sempre voltados para uma só direção; segundo, ele não pode voltar atrás; terceiro, ele não tem mais planos próprios”.

 O QUE FAZER PARA RECEBER ESTES BENEFÍCIOS ?

ARREPENDEI-VOS E CREDES NESTE EVANGELHO !

O Pior Homem do Mundo e o Perdão de Deus

https://malucoporjesus.wordpress.com

A Conversão do Pior Homem do Mundo

 2 Cr. 33.1-16. 

INTRODUÇÃO

1. A história está eivada de homens maus

Os anais da história estão repletos de homens que deixaram um rastro sombrio na nossa lembrança: Homens facínoras, assassinos, feiticeiros, monstros bestiais, pervertidos celerados e déspotas sanguinários. Homens incendiários como Nero. Homens traidores como Judas. Homens perversos como Hitler. Homens truculentos como Mao Tse Tung.

Mas, talvez, nenhum homem tenha excedido em perversidade a Manassés. Esse rei foi o décimo terceiro rei de Judá. Reinou 55 anos, de 697 a 642 a.C. Seu nome significa “Aquele que esquece” e ele esqueceu-se de Deus.

2. Poderia a graça de Deus alcançar aqueles que descem até às profundezas da degradação?

Normalmente achamos que há pessoas irrecuperáveis. Que há pecadores que estão fora do alcance da graça. A história de Manassés vai nos mostrar que não há poço tão fundo que a graça de Deus não possa ser mais profunda. A graça é maior do que o pecado. Onde abundou o pecado superabundou a graça.

I. OS PRIVILÉGIOS DE MANASSÉS

1. Ele era filho de um pai piedoso

Ele cresceu bebendo o leite da verdade e sugando o néctar da piedade. Ele cresceu num lar onde Deus era conhecido e amado. Mas a piedade dos pais não é garantia que os filhos seguirão o mesmo caminho. Manassés tinha exemplo. Tinha modelo dentro de casa. Seu pai promoveu uma grande reforma espiritual em Judá depois do desastrado reinado de Acaz. Ele limpou a casa de Deus.

2. Ele assumiu o trono ainda jovem – v. 1

Manassés nasceu num berço de ouro e começou e assumiu o trono de Jerusalém com doze anos de idade. Ele só teve privilégios na vida. Ele esbanjou suas oportunidades. Ele desperdiçou todas as coisas boas que Deus estava lhe dando desde cedo na vida.

3. Ele teve o reinado mais longo de Judá – v. 1

Ele teve muito tempo para andar com Deus, para fazer o que era certo e para arrepender-se dos seus pecados. Ele governou 55 anos e nesse tempo ele fez o que era mau perante o Senhor. Ele entupiu Jerusalém e a Casa de Deus de idolatria e se prostrou em altares de estranhos deuses, provocando o Senhor à ira.

4. Ele teve a advertência de Deus – v. 10

Deus não o deixou errar sem advertência. Deus o alertou, o corrigiu. Enviou-lhe profetas, mas ele e o povo não quiseram ouvir a voz de Deus. Fecharam o coração. Endureceram a cerviz. Taparam os ouvidos à Palavra e à voz da consciência.

II. OS PECADOS DE MANASSÉS

1. Ele liderou o povo a pecar contra Deus v. 2,9

Manassés foi um líder mau. Ele usou sua influência para desviar as pessoas de Deus. Ele levou sua nação a fazer coisas piores do que as nações pagãs (v. 9). Ele tornou a edificar os altos, liderou o povo na adoração de Baal. Ele se prostrou diante de todo o exército dos céus (v. 3). Ele adorava as estrelas. Ele tornou-se um viciado em astrologia. Ele tornou-se um místico inveterado. Tornou-se um apóstata, um náufrago na fé.

2. Manassés profanou a Casa de Deus – v. 4,5,7

Ele fez pior que Acaz que fechou a casa de Deus. Ele introduziu ídolos abomináveis dentro da Casa de Deus. Ele profanou a Casa de Deus. Ele insultou a santidade de Deus e do culto.

3. Ele se tornou um feiticeiro inveterado – v. 6

A feitiçaria de Manassés chegou a ponto dele sacrificar seus próprios filhos a Moloque. Ele era adivinho. Era agoureiro. Praticava feitiçaria. Tratava com necromantes. Ele consultava os mortos. Ele era feiticeiro, espírita, pai de santo. Ele provocava o Senhor à ira.

Há muitas pessoas mergulhadas até o pescoço com feitiçaria, com espiritismo, com astrologia, com consulta aos mortos, com misticismo pagão.

4. Ele derramou muito sangue inocente – 2 Rs 21.16

Ele matou seus próprios filhos. Matou filhos de outras pessoas. Ele mandou cerrar ao meio o profeta Isaías. Flávio Josefo diz que todos os dias se sacrificavam pessoas em Jerusalém a mando de Manassés. Ele era um homem mau, virulento, truculento, assassino e sanguinário.

III. O JUÍZO DE DEUS SOBRE MANASSÉS

1. A prisão de Manassés – v. 11

Quem não escuta a voz da Palavra, escuta a voz da chibata. Quem não atende a voz do amor, é arrastado pela dor. O rei da Assíria prende Manassés com ganchos, amarra-o com cadeias e o leva cativo para a Babilônia.

2. A humilhação de Manassés – v. 11,12

Manassés desceu ao fundo do poço. Ele é arrancado do trono, de Jerusalém. É levado como um bicho, com canga no pescoço, em anzóis em sua boca e jogado numa prisão. Ele é levado para a Babilônia, o centro da feitiçaria do mundo. Os ídolos da Babilônia que ele adorava não puderam livrá-lo.

3. A angústia de Manassés – v. 12

O pecado não compensa. Quem zomba do pecado é louco. O homem será apanhado pelas próprias cordas do seu pecado. Manassés está cativo, algemado, angustiado. Quem não escuta a voz, escuta a vara.

IV. A CONVERSÃO DE MANASSÉS

1. A infinita graça de Deus – v. 13

Quando lemos essa história temos a vontade de dizer: agora bem feito! Ele deve pagar por todas as suas atrocidades. Mas, este homem clama a Deus e o Senhor o salva. Deus é rico em perdoar. Ele tem prazer na misericórdia. Não há causa perdida para ele.

Deus mandou Manassés para a prisão, para não mandá-lo para o inferno. É um acidente, uma doença, uma tragédia familiar. Deus está pronto a mover o céu e a terra para que você não pereça.

2. A humilhação de Manassés – v. 12

A conversão começa com o arrependimento, com a tristeza pelo pecado, com a consciência de que temos feito o que é mau perante o Senhor. Manassés muito se humilhou perante Deus. Ele caiu em si. Ele reconheceu seu erro. Ele não se justificou, nem endureceu seu coração. Ele se curvou, se humilhou. Se arrependeu.

3. A oração de Manassés – v. 12

Manassés vivera toda a sua vida invocando os mortos, adorando os ídolos, levantando altares aos deuses pagãos. Mas, agora, na hora do aperto, ele ora ao Deus do céu e este atende ao seu clamor. Clame por Deus. Grite por socorro. Levante a sua voz. Ainda há esperança para a sua alma.

4. A salvação de Manassés – v. 13

Quando Manassés voltou-se para Deus, Deus voltou-se para ele. Restaurou sua vida, seu reino, sua alma. Manassés, então reconheceu que o Senhor é Deus. Deus o aceitou. Deus o restaurou. Deus o levantou. Deus restituiu o seu reino.

5. As provas do arrependimento de Manassés – v. 13-16

a) Aceitação – (v. 13) – Os ouvidos de Deus estão abertos, suas mãos estão estendidas para você. O Pai está pronto a receber o pródigo de volta e fazer uma festa. Não importa quão longe você tenha ido e quando profundo o poço que você tenha caído, Deus está pronto a perdoar você e aceitar você de volta para ele.

b) Iluminação – (v. 13) – “Então reconheceu Manassés que o Senhor era Deus”. Deus pode abrir os olhos da sua alma nesta noite. Ele pode abrir seu coração para crer. Ele pode tirar a cortina dos seus olhos. Ele pode dar a você entendimento espiritual. Ele pode revelar a você a glória do seu Filho Jesus Cristo.

c) Reforma – (v. 15) – Manassés fez uma faxina na Casa de Deus e na sua vida. Ele tirou toda a abominação que ele mesmo tinha colocado na Casa de Deus. Arrependimento implica em mudança.

d) Consagração – (v. 16) – Manassés não apenas tirou o que estava errado, mas restaurou o altar do Senhor. Ele começou a buscar a Deus novamente. Ele se voltou para Deus de todo o seu coração. Ele foi convertido a Deus e passou a consagrar-se a Deus, liderando sua nação a voltar-se para o Senhor.

CONCLUSÃO

Vamos ver algumas lições:

1) A piedade dos pais não é garantia que os filhos vão andar com Deus;
2) A vida longa não é segurança do favor de Deus;
3) Não há grau de impiedade que esteja além do alcance da graça de Deus e do perdão de Deus;
4) Não espere uma tragédia em sua vida para você voltar-se para Deus.
5) O pecado é algo que Deus abomina e jamais ficará sem julgamento;
6) Hoje é o dia de você voltar-se para Deus de todo o seu coração;
7) Se você voltar-se para ele nesta noite, agora mesmo, ele ouvirá seu clamor e restaurará a sua alma, dando-lhe a salvação!

Rev. Hernandes Dias Lopes

in https://malucoporjesus.wordpress.com

Fugir (Combater) das Tentações

 

Fugir da tentação é melhor que ficar e explorá-la.

2 Timóteo 2:22

“Foge também das paixões da mocidade, e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor”.

O Dia das Bruxas é AMALDIÇOADO por Deus

 Halloween – A FESTAS DAS BRUXAS

Algumas escolas comemoram o dia das bruxas como uma festa da cultura americana ou uma festa qualquer sem ao menos conhecer o seu significado e origem. Esta festa é muito comemorada pelas escolas de inglês, e pasmem… tem até a festa de halloween gospel!

Para que eu não possa ser chamado de preconceituoso – (o uso desta palavra está distorcida, pois preconceito é dar um conceito antes de conhecer o objeto do que se fala. Para algumas pessoas o fato de não aceitar já é preconceito) este artigo tem pesquisas em fontes especializadas em bruxaria e dicionários de ocultismo.

Como todos têm o direito de seguir qualquer religião, eu também tenho o direito de levar a verdade sobre o Halloween.

Quero mostrar a você leitor o que as escrituras Sagradas falam sobre a prática da bruxaria. Desta os pais podem decidir se seus filhos devem ou não participar do dia das bruxas.

As escolas podem obrigar o meu filho participar do Halloween?

Não, elas não têm este direito. A constituição brasileira nos permite dizer “não” a qualquer tipo de participação de festas religiosas ou comemorações que vão contra a nossa fé.

Esta posição está amparada no Inciso 5º da Constituição Federal que reza : “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais dos cultos e suas liturgias”.

Fica claro que é inviolável a liberdade religiosa, os nossos filhos não podem ser obrigados a participar de qualquer festa religiosa mesmo que aqueles que as promova não tenha conhecimento da verdade sobre ela.

Mas o que é Bruxaria?
 
Bruxa não é aquela que voa de vassoura. Bruxa é uma praticante do paganismo ou neopaganismo.

A bruxaria é uma religião. Seus adeptos participam de convéns, seus “líderes” são sacerdotisas e sacerdotes, ela é uma religião matrifocal. A mulher tem uma importância maior dentro da bruxaria.

Sua prática de adoração é politeísta (possui diversos deuses) , tem rituais e tradições celtas e dias especiais em seus calendários que promovem a adoração a deusa e do deus.

A bruxaria nos dias de hoje é conhecida como WICCA , o neo paganismo que a cada dia tem alcançado adolescentes e jovens que são instigados pela fábrica do cinema com filmes como “Harry Potter” – O garoto propaganda da neo bruxaria.

O livro Wicca-Crenças e Práticas, Grary Cantrell, Madras Editora, traz a seguinte definição: “Nossa religião (bruxaria-Wicca), é legalmente reconhecida e está sob proteção da Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos e, nosso isolamento do resto da comunidade religiosa deve e precisa terminar.”

O sacerdote bruxo afirma : “o nosso oficio está crescendo e se diversificando em alta velocidade fenomenal” (Pag 17 Wicca-Crenças e Práticas, Grary Cantrell, Madras Editora).

Mas o que este tipo de festa pode trazer ao meu filho?

No sentido pedagógico nada. Mas… Ela pode promover a idéia de que a bruxaria é apenas algo que existe na ficção. Através desta idéia, as crianças podem começar a se interessar na verdadeira pratica da bruxaria e buscar informações em outros livros, na internet etc…

O personagem da ficção que leva muitos adolescentes a realidade da bruxaria – Harry Potter – não se cansa em dizer em seus filmes que “quem não gosta de bruxaria é trouxa”.

Idéia que foi comprada e repassada por muitos adolescentes que, para não ser chamados de trouxas, buscaram informações sobre a prática da bruxaria em internet, livros etc… Nenhuma criança gosta de ser considerada trouxa. Você gosta?

Mas isso é um laço do inimigo para que seu filho comece a aceitar a bruxaria como uma fantasia. Bruxaria não é fantasia!

O Halloween pode despertar o interesse em muitas crianças como outras histórias religiosas já levaram a busca de um caminho religioso.

É claro que possuímos o livre arbítrio, mas todo livre arbítrio é influenciado por aquilo que nos cerca!

Não precisamos deixar com que os nossos filhos conheçam nenhuma religião precocemente antes que elas tenham formado o seu caráter ou tenha maturidade suficiente para ter uma escolha própria ou julgamento pessoal.

O exemplo vem do próprio cristianismo, algumas igrejas não batizam crianças porque elas não têm conhecimento suficiente para escolher se vão querer ou não seguir Jesus em sua vida.

O batismo tem uma conotação de testemunho público – como uma criança vai fazer o seu testemunho público se ela não tem conhecimento do que ela está fazendo?

O batismo deve ser feito quando existe consciência de sua escolha, desta forma nós também não queremos que as crianças sejam iludidas pelas festas das quais tem conotações espirituais sem o seu conhecimento prévio. Muitas crianças foram influenciadas por histórias ou musicas, contadas e cantadas, por professores. Veja o artigo feito por uma revista esotérica.

Interesses por religiões desde pequenos

A revista “Bons Fluidos” trouxe uma reportagem de crianças que se envolveram com outras religiões. Um garoto de 6 anos começou a se interessar por hinduísmo depois que a professora ensinou um mantra.

“No quarto de brinquedos de Pedro de Queiroz Ávila, 6 anos, bolas, carrinhos, dinossauros e cobras de borracha convivem com um pequeno altar ecumênico. Arrumadas em um canto do cômodo, imagens de divindades indianas, de Buda e de Nossa Senhora despertam a atenção de quem entra ali pela primeira vez.

O garoto falou do seu gosto sobre os deuses hindus: “Gosto de todos os deuses, mas meu preferido é Brahma, ele tem quatro cabeças e é o mais poderoso do Universo”, conta com desenvoltura.

“Também acho legais Shiva e Vishnu, que, junto com Brahma, comandam tudo”, continua. De modo simples e autêntico, Pedro demonstra que entende um pouco de uma cultura muito distante da sua. Seus três deuses favoritos formam a trindade sagrada que, para o hinduísmo, controla o mundo”.

Como surgiu o interesse pelo hinduísmo?

O interesse de Pedro, aluno da Escola Viva, de São Paulo, surgiu na escola. “Um dia, a gente escutou algumas histórias de deuses. Depois, sentamos e ficamos repetindo om, om, om, que é um mantra”, explica.

A sua mãe conta no artigo que ele se interessou também por mitologia grega. “Para satisfazer a curiosidade dele, passei a pesquisar na internet e a conversar com amigos”, lembra. Eles foram juntos assistir à peça infantil As Jóias de Krishna – “Gostei. Lá, aprendi por que Ganesha, deus da sabedoria, tem cara de elefante. Acho legal que nenhum deus seja só bonzinho. Eles lutam e fazem as pazes”, diz o garoto.

REALIZAR UMA MAGIA – ESTE É O MEU SONHO diz o menino de 9 anos…

“Sentado no alto de uma árvore, A.C.P.M. de 9 anos, tenta recitar um dos feitiços que aprendeu em seu ultramanuseado exemplar de O Livro Secreto dos Bruxos, de Janice Eaton Kilby, Deborah Morgenthal e Terry Taylor, (Ed. Melhoramentos), leitura de cabeceira diária e obrigatória.

“Realizar uma magia: esse é meu maior sonho. Se um dia eu conseguir, serei a criatura mais feliz do planeta”, confessa o menino”.

Fã de Harry Potter – o garoto mago da série homônima criada pela inglesa J. K. Rowling -, o garoto diz que troca qualquer jogo de futebol por uma sessão de bruxaria entre amigos.

“Bruxaria do bem, tá? Não gosto de violência nem de coisas negativas”, faz questão de esclarecer.

No último Natal, pediu de presente uma tenda roxa com estrelas bordadas porque queria um lugar especial para fazer rituais. “Não ganhei, mas tenho fantasia de mago, coleção de duendes e gnomos e minha mãe já disse que, quando eu crescer, vou estudar em uma escola de bruxos”, conta.

Sua mãe concorda que o garoto aprenda bruxaria : “Se encontrarmos um lugar bacana, por que não? Respeito a sensibilidade dele, que sempre teve inclinação para esses assuntos. Estimulo sua vontade de aprender e procuro fornecer leituras adequadas à sua idade”, afirma sua mãe que é católica.”

O que quero mostrar é que a criança possui uma tendência de se envolver a fundo naquilo que é passado através de histórias, programações ou até mesmo festas.

ORIGEM DO HALLOWEEN

Da mesma forma que nós cristãos comemoramos a páscoa e o natal com significados importantes para cristianismo, o Halloween também é comemorado e considerado um dia de suma importancia para a religião pagã.

Existem oito dias de cerimônias sagradas para as bruxas, os quatro maiores e quatro menores.

O Halloween está incluído nos principais Sabás ; IMBOLC, BELTAIN, LUGHNASADH e SAMHAIM (este último é o dia de Halloween).No dia 31 de Outubro é comemorado o festival que introduz a estação das trevas.

De acordo com a história, este dia originou-se nos antigos festivais de outono Celtas que eram ligados à feitiçaria e à magia. Os bruxos acreditam que o portal que separa os mortos dos vivos se abre e eles passam a ter contato com os vivos.

No livro Wicca de Gary Contrell, Wicca-Crenças e Práticas, na pagina 95, o autor faz o seguinte relato referente a Halloween:

“O Sabá do Samhaim celebra o ciclo eterno da reencarnação e marca o início do inverno céltico. O velho Deus morre nesta noite para renascer no Yule, dando continuação à Roda da Vida do Ano. Se o ritual for adequadamente feito, geralmente se percebe a presença de amigos invisíveis.”

Então este dia não é apenas um dia de doces e travessuras, mas o dia em que a religião pagã realiza a prática da necromancia.

Os rituais são marcados por cantos e oferendas de frutas como maças, melões, abóboras, além de cereais ou nozes de outono são decorações típicas do Samhaim. Por mais que pareça uma brincadeira, o dia das bruxas tem uma relação religiosa, ou você acha que ter um contato com mortos é brincadeira de criança?

Os processos ritualísticos a serem feitos são diversos. Um deles é purificar a área ou o círculo, invocar os quadrantes (vento, terra, água e fogo)e o Senhor e a Senhora (deuses) com orações de evocações.

Existem orações que invocam espíritos da morte e a deusa pedindo que os visitem e que os guiem pelo caminho que estes espíritos e a deusa quiser. Estes rituais são acompanhados por diversos processos de invocação, velas e musicas. Os cânticos evocam a reencarnação, a morte e a prática da adoração a deusa.

NECROMANCIA

Buscar as lembranças dos mortos ou até oferecer comida a eles são pontos marcantes nesta festa. Os adeptos a bruxaria neste dia falam de pessoas que já morreram, de amigos e animais que perderam naquele ano, pois o dia é celebrado com a influência da morte.

Depois o sacerdote indica o ritual do bolo e da cerveja para celebrar a possibilidade de contato com eles (em outros convéns podem ser feito outros rituais- cada grupo pode ter o seu ritual personalizado, não precisa ser necessariamente os mesmos).

DOCES OU TRAVESSURAS?

Esta prática é a mesma que os antigos tinham para proteger suas lavouras neste dia.

A prática de dar oferendas aos espíritos está ligada diretamente à proteção de suas lavouras, acreditavam que os mortos vinham com Samhaim e precisavam ser recebidos com oferendas de doces e frutas para que eles não fizessem nenhum dano as suas plantações.

Muitos colocavam fogueiras no canto de suas fazendas para afugentar os maus espíritos e aplacar poderes sobrenaturais que controlavam os processos da natureza.

Nesta festa, os praticantes de bruxaria dizem que deixar uma oferenda de alimentos ou bebida na entrada da casa serve para revigorar as almas dos mortos.( livro Wicca Crenças e Práticas, pág.95)

A invocação dos quadrantes e dos deuses são feitos em lugares purificados em alguns convéns.

Hoje se comemora este dia ao redor das fogueiras, com oferendas de doces e frutas etc…

HALLOWEEN VEM DOS AMERICANOS?

O Halloween foi introduzido nos Estados Unidos pelos Irlandeses. A sua origem remonta as tradições celtas, povo que viveram na Gália e nas ilhas da Grã-Betanha entre 600 e 800 d.C.

Esta prática foi sendo esquecida devido a evangelização cristã nestes territórios, a religião Celta começou a desaparecer. Como eles tinham uma tradição oral, eles não escreveram quase nada sobre a sua religião. Os Estados Unidos receberam estas festas com o surgimento da religião pagã em seu território.

SIMBOLISMO DO HALLOWEEN

Cada peça, brincadeira ou enfeite possui um simbolismo dentro da crença Wicca. Vamos ver algumas delas:

ABOBORA COM ROSTO – Esta vem de uma lenda: um homem chamado Jack morreu e foi lhe foi negado a sua entrada no céu e no inferno. Condenado a viver perambulando pela terra como uma alma penada, ele colocou uma brasa brilhante num grande nabo oco para iluminar o seu caminho à noite. A abóbora iluminada simboliza Jack.

NABOS – O nabo também eram as lanternas que os Celtas acreditavam que mandavam os espíritos embora, este símbolo continua com o uso das abóboras iluminadas.

VELAS – Neste dia é usado muitas velas marrons e alaranjadas. Muitos pentagramas possui estas velas em seus quadrantes.

USO DO PENTAGRAMA – O pentagrama tem sido usado como amuleto, mas ele é um símbolo básico da feitiçaria. É o ponto central do trabalho de encantamento e geralmente é colocado sobre ou na frente do altar – Ele representa o fogo, terra, ar, água e espírito.

PESCAR MAÇÃS EM UM TONEL – Esta antiga prática veio de adivinhar o futuro. O participante que obtinha sucesso poderia contar com a ajuda dos espíritos para uma realização amorosa .

PEDIR DOCES – Esse costume veio da tradição Irlandesa: um homem conduzia uma procissão para angariar contribuições dos agricultores para que suas colheitas não fossem amaldiçoadas por demônios.

Pare e Pense:

As crianças que saem pedindo doces ou travessuras representam o que?
O que acontece se elas não conseguem os doces? Elas fazem as travessuras.
Se você pensar um pouco, o agricultor pedia alguma coisa para dar de oferta aos demônios.

HALLOWEEN A LUZ DA PALAVRA DE DEUS

Pessoas que participam dessa festa têm que se conscientizar sobre estes rituais e práticas religiosas que estão envolvidas com o Halloween.

Nunca esqueça que nós estamos debaixo da lei de semeadura, o que semeamos vamos colher. Se deixarmos os nossos filhos se envolverem com estas práticas mesmo que não pareçam praticas religiosas – o que vamos colher?

Neste tipo de ritual encontramos a Necromancia, animismo, o Politeísmo e práticas pagãs. Estas práticas não condizem com as Sagradas Escrituras.

A bíblia nos da uma posição clara sobre a prática da bruxaria – Nós não devemos nos envolver com suas práticas mesmo que seja de brincadeira.

Feiticeiro é considerado por Deus e pela sua palavra aquele que faz contato com mortos, aquele que busca poder na magia, busca orientação ou conhecimento sobrenatural mediante as práticas mediúnicas e isso é abominação ao Senhor.

Deus pede ao seu povo que não se vire para os encantadores e adivinhadores –
Levíticos 19v. 31: “Não vos virareis para adivinhadores e encantadores, não os busqueis contaminando-vos com eles. Eu sou o Senhor, vosso Deus”.

Deus não permite que seu povo se envolva com feiticeiros:

Deuteronômio 18 v. 9-12″Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos. Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor, e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti”.

Veja o que está preparado para os feiticeiros:

Apocalipse 21v. 8:”Mas quanto aos tímidos, aos incrédulos, aos abomináveis, aos homicidas, aos fornicadores, aos feiticeiros, aos idolatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte”.

CONTATO COM OS MORTOS

Não há possibilidade de alguém que está morto entrar em contato com o mundo dos vivos, isso é abominado por Deus. A Bíblia nos orienta para não consultar os espíritos.

Isaias 8 v. 19-20″Quando pois, vos disserem:Consultai os que tem espíritos familiares e aos adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo o seu Deus? A favor dos vivos, consultará aos mortos? Á lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles”.

Se estes espíritos não têm luz, quem são eles?

O que não posso deixar de dizer é que os que apóiam ou participam desta festa estão fazendo parte da mesa dos espíritos malignos e demônios.

I Co 10 v. 18-22 : “Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Antes digo estas coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejas participantes com os demônios. Ou irritemos o Senhor? Somos nós mais fortes do que ele?”

Seria possível invocar os mortos?

Não. A Bíblia é clara que estas invocações ou evocações são impossíveis. Os mortos não tem consciência do que está acontecendo no mundo dos vivos:

“Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos… Não têm eles parte em cousa alguma do que se faz debaixo do sol”. (Eclesiastes 9:5,6).

“Pois não pode louvar-te o Seol, nem a morte cantar-te os louvores; os que descem para a cova não podem esperar na tua verdade. O vivente, o vivente é que te louva, como eu hoje faço; o pai aos filhos faz notória a tua verdade” (Isaías 38:18-19).

O livro de Jó revela que aquele que desce a sepultura não volta , nunca tornará a subir.

“Tal como a nuvem se desfaz e some, aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir. Nunca mais tornará à sua casa, nem o seu lugar o conhecerá mais (Jó 7:9-10).

Uma das passagens do Evangelho diz que Jesus conta uma parábola sobre duas pessoas que morreram e foram para lugares diferentes. Em nenhum momento Jesus diz que existe possibilidade deles voltarem nem se fosse para dar um recado aos seus familiares. Um deles pede para ir até a sua casa para dizer o que acontece depois da morte e que o caminho que eles seguiam estava errado. Ele ainda diz que se ele fosse dar a noticia, eles se arrependeriam. Veja a resposta:

“Respondeu ele: Não! pai Abraão; mas, se alguém dentre os mortos for ter com eles, hão de se arrepender. Abraão, porém, lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos” (Lucas 16:30-31).

A bíblia nos informa que os espíritos tem um juízo e não voltam mais. Então quem volta se dizendo espíritos de familiares que já faleceram?

Hebreus 9 v.27″Pois aos homens esta ordenado viver e morrer uma só vez, depois disso juízo”.

Pense comigo – Halloween é coisa de criança?

E os professores que são obrigados a participar destas festas?

Eu apenas deixo uma passagem para que eles leiam e reflitam sobre a decisão que devem tomar.

Pedro escreveu: “Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis; antes santificai ao Senhor Deus em vossos corações, e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir à razão da esperança que há em vós, tendo uma boa consciência, para que naquilo em que falam de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo. Porque melhor padeceis fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal. (1ª Pe 3 13 -17)

E o que falar para os cristãos que dizem que não tem problema algum participar do Halloween? O que dizer para as “igrejas” que realizam HALLOWEEN GOSPEL?

A bíblia fala sobre esta situação…

“Mas o Espírito expressamente diz: que nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrina de demônios. (I Tm 4v.1)


Quero apenas Lembre que “a nossa luta não é contra carne, mas contra potestades, principados e príncipes das trevas, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais“. EFESIOS 6 V.12.

Deus abençoe

Autor: Pr. Alexandre Farias
Fonte: [ Blog Apologética Infantil ]

Maldição Hereditária ???

quebra

Por Renato Jr.

Sei que ao escrever esse texto, alguns da minha própria igreja irão querer me contestar, não acho ruim, acho importante para que possamos nos aprofundar no estudo da palavra, e não nos basearmos em experiências pessoais, ou no que este ou aquele escritor (quase sempre americanos, nada contra os americanos) escreveu. Os comentários são bem vindos, exponha sua opinião e apresente seus argumentos bíblicos.

Fico temeroso com o tanto que alguns cristãos ao defenderem suas teses, começam dizendo: “EU ACHO QUE” e não “A BÍBLIA DIZ ASSIM”. Talvez alguns gostem dos meus textos, e outros odeiem, contudo, a Bíblia vai continuar sendo a verdade, haja o que houver (1Pd 1.24-25).

Os que defendem a maldição hereditária, ou maldição de família ou pecado de geração, agora surgiu até o DNA da iniquidade, se baseiam nos seguintes textos, ressaltando que apenas no versículo isolado do contexto:

Êxodo 20:5-6 – (5 Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. 6 e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos).

Êxodo 34:6-7 (6 Tendo o Senhor passado perante Moisés, proclamou: Jeová, Jeová, Deus misericordioso e compassivo, tardio em irar-se e grande em beneficência e verdade; 7 que usa de beneficência com milhares; que perdoa a iniqüidade, a transgressão e o pecado; que de maneira alguma terá por inocente o culpado; que visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até a terceira e quarta geração).

Números 14:18 (18 O Senhor é tardio em irar-se, e grande em misericórdia; perdoa a iniqüidade e a transgressão; ao culpado não tem por inocente, mas visita a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e a quarta geração).

Deuteronômio 5:9-10 (9 não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam, 10 e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos).

Primeiramente gostaria de fazer uma avaliação hermenêutica dos versículos e de seus contextos, para isto quero utilizar das palavras do Pr. Valtencir Alves, mestre em divindade e doutor em teologia:

Observe bem estes textos, em todos eles Deus declara que visita a iniquidade dos pais nos filhos. Em Ex. 20:5-6 e Dt. 5:9-10, Deus declara que esta maldição é para aqueles que o “odeiam”. Em Ex. 34:6-7 e Nm. 14:18, Deus declara a sua misericórdia e que perdoa a iniquidade, a transgressão e o pecado. O nosso Deus não mudou, a misericórdia do Deus do NT é a mesma do AT. Havendo arrependimento no coração do homem, Deus libera o perdão, liberando o perdão, tudo está cancelado… Na verdade, sempre foi assim.

Antes de continuarmos na progressão da revelação sobre este assunto, o que chamo de hermenêutica diacrônica, vamos refletir sobre duas questões inseridas nestes textos. A primeira é o fato do decreto de Deus estar diretamente e especificamente ligado na iniquidade da idolatria. O segundo é a descrição precisa “daqueles que me odeiam”. Certamente o povo de Deus do tempo da Torá, não compreendeu estes adendos de Deus ao decreto e para resolver este problema de entendimento ele esclarece o assunto revelando a interpretação mais precisa como segue:

O livro de Deuteronômio não é apenas a repetição da Lei como muitos afirmam, este livro cuida de interpretar os quatro primeiros livros da Torá com mais exatidão, é o próprio Deus lançando luz na revelação. Por que Deus escreveria outro livro repetindo as mesmas coisas? Deuteronômio é o intérprete da Torá. O texto é claro, é direto, é esclarecedor, no entanto, o povo daquela época ainda não absorveu o entendimento da revelação que já progrediu. Tudo bem, Deus entende a estrutura frágil do homem e esclarece mais uma vez.

A confusão sobre os problemas genéticos também são enormes, muitas vezes o pai tem um problema e o filho geneticamente também o herda. Pronto, a conclusão do desfecho será: “Maldição hereditária”. Problemas genéticos não são maldições, a impropriedade teológica dos eisegéticos descolore a hermenêutica, fere a exegese e leva ao tropeço os pequeninos. Cristo levou sobre si as maldições, o homem com Cristo está liberto e não há mais condenação sobre ele, as coisas antes de Cristo ficaram para trás, o tempo da ignorância foi perdoado, nada poderá separar o homem do amor de Deus, quando Deus age ninguém pode impedir, certamente maior é aquele que esta em nós e nele podemos tudo. Devemos estar preparados para dar razão da nossa fé, não baseados em fábulas de velhas caducas, mas na santa e bendita palavra de Deus.

Avalie comigo querido alguns pontos na bíblia:

“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós” (Gálatas 3.13). Jesus tomou sobre si nossas maldições, e carregou nossos pecados.

“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (João 8.36). Dar-se-ia o caso de o crente ficar livre das correntes do pecado, mas permanecer amarrado, ainda, às maldições resultantes de pecados cometidos por seus antepassados?

Essa doutrina diminui e tenta complementar o sacrificio de Cristo. Leiam o Capítulo 10 de Hebreus e vejam o comentário do Teólogo Charles Rylie:

“Neste capítulo o autor enfatiza o caráter definitivo de Cristo,contrastando-o com a natureza repetitiva e incompleta do sistema da lei e dos sacrifícios do Antigo Testamento. A redenção que Cristo oferece não precisa de nenhuma repetição ou complementação. Por isso, a rejeição de seu sacrifício é definitiva e imperdoável.”

(Romanos 8. 1-2) Agora já não existe nenhuma condenação para os que estão unidos com Cristo Jesus. Pois a lei do espírito que nos trouxe vida por estarmos unidos com Cristo Jesus, livrou você da lei do pecado e da morte.

(João 5. 24) Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem ouve as ´minhas palavras e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não será julgado mas, já passou da morte para a vida.

(1João 5.18-21) Sabemos que os filhos de Deus não continuam pecando, porque o Filho de Deus os guarda, e o Maligno não pode tocar neles.

(Colossenses 2.20) Vocês morreram com Cristo e por isso estão livres dos espirítos maus que dominam o Universo, então porque é que vocês estão vivendo como se fossem deste mundo?

 Na verdade, há casos em que famílias de crentes em Jesus, formadas por pessoas dedicadas e sinceras, que sofrem problemas os mais diversos, em termos de saúde, e adversidades financeiras e até de perturbações por parte do maligno. Segundo entendemos, as consequências do pecado de um pai podem passar para os seus descendentes.

Um pai alcoólatra, com sífilis, certamente vai transmitir aos seus filhos as consequências do pecado, mas não o pecado em si. Um pai ou uma mãe aidética passa a enfermidade para o filho no ventre. Esse é um ponto importante: o que se transmite, hereditariamente, são os efeitos do pecado e não o pecado, pois este, segundo a Bíblia, não é hereditário. É de responsabilidade pessoal (Ver Ez 18). A Bíblia diz em Dt 24.16: “Os pais não morrerão pelos filhos, nem os filhos pelos pais: cada qual morrerá pelo seu pecado”.

Vemos aí a justiça de Deus, não permitindo que os filhos, sem culpa, herdem as maldades dos pais, em termos espirituais, a ponto de morrerem por causa de seus antepassados. A responsabilidade moral e espiritual é individual perante Deus. Em Ezequiel , Cap 18, 20-22: “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a maldade do pai, nem o pai levará a maldade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele. Mas se o ímpio se converter de todos os seus pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer juízo e justiça, certamente viverá; não morrerá. De todas suas transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela sua justiça que praticou, viverá”.

Com isso, vemos que o pecado não passa de pai para filho. O que pode passar são os efeitos genéticos e também a influência moral dos pais sobre os filhos; estes tendem a seguir os exemplos bons ou maus de seus pais.

Poderia fazer aqui outras colocações, mais não quero me prolongar e deixar o texto muito longo e cansativo.

Renato Jr. – Blogueiro, articulista, teólogo em formação.
Fonte: [ Blog do autor ]

Para um estudo mais amplo, indico a leitura de um artigo postado aqui no Bereianos alguns anos atrás que aborta a farsa das “maldições hereditárias”. Clique aqui!

Dt. 24.16 Não se farão morrer os pais pelos filhos, nem os filhos pelos pais; cada qual morrerá pelo seu próprio pecado.