Falsos Apóstolos


“Porque tais “FALSOS APÓSTOLOS” são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em “APÓSTOLOS DE CRISTO”. e não é maravilha, porque satanás, se transfigurava em anjo de luz” – II Coríntios 11:13 e 14.

Eu poderia encerrar qualquer comentário sobre a falsificação do Evangelho e sobre a exploração do cristianismo com o texto acima. Nele não há qualquer resquício de dúvida quanto ao que homens sem escrúpulos andam fazendo em nome de Deus, num deboche sem precedentes praticado contra a fé de nossa gente. Os “EXECUTIVOS”, empresários da fé não medem esforços para expandirem seus impérios, para isto o carro chefe destas industria da vergonha evangélica adotou os milagres e as curas, abandonando a pregação que envolve a salvação da alma e as questões pertinentes à alma e ao coração.

Paulo, o Apóstolo modelo, afirma: “Pois zelamos pelo que é “HONESTO”, não só diante do Senhor, mas também diante dos homens” – II Coríntios 8:21. A “HONESTIDADE” foi a marca registrada do ministério de Paulo, ele primava pela fidelidade daquilo que falava, pregava ou ensinava. É interessante que ao lermos os escritos do Apóstolo, percebemos que “JESUS CRISTO” era o “ÚNICO” assunto do ministério dele, para Paulo milagres, curas e sinais eram conseqüência de sua fidelidade a Deus e aos seus ensinamentos. Veja o que ele relata: “Antes, rejeitando as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com “ASTÚCIA”, nem “FALSIFICANDO” a Palavra de Deus, e assim recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela “MANIFESTAÇÃO DA VERDADE” – II Coríntios 4:2. As palavras em destaque provam que Paulo honrava, por principio de fé, aquilo que havia recebido na estrada de Damasco. Ele vai além: “Porque não pregamos a “NÓS MESMOS”, mas a Cristo Jesus, o Senhor. E nós mesmos somos “SERVOS” por amor de Jesus” – II Coríntios 4:5.

Percebe-se neste capitulo a preocupação do Apóstolo com a falsificação, que já naquele tempo, tornara-se uma ameaça velada à pregação e a expansão do Evangelho. Os “FALSOS APÓSTOLOS” não são novidade, mas hoje, com o advento de tecnologias que permitem o “FALSÁRIO” entrar em qualquer lugar em tempo real, eles se espalharam transformando o Evangelho numa mercadoria de negociatas criminosas e imorais. Paulo, percebendo que isto chegaria até nós, deixou uma recomendação expressa, mas desprezada pela maioria absoluta dos que se declaram cristãos hoje: “E digo isto, para que ninguém vos “ENGANE” com palavras persuasivas” – II Coríntios 2:4.

A persuasão acontece pela gestão da relação, ou seja, quando se fala à emoção do ouvinte. Persuadir é construir algo no terreno das emoções. A persuasão é parte da argumentação que é a arte de convencer e persuadir. Os “APÓSTOLOS MUNDERNOS”, sabendo das técnicas de convencimento constrangem por meio da lábia o povão a acreditar que o que fazem é verdadeiro, honesto e vem de Deus. Com argumentos sujos, baixos e desprovidos de sustentabilidade para quem tem os neurônios funcionando, eles arregimentam multidões que procura milagres, curas e prosperidade, mas não procuram a Cristo para tê-lo como Senhor de suas vidas.

Eu gosto do texto de Tiago quando faço qualquer referência a esta onda de crimes que os “FALSOS APÓSTOLOS” andam cometendo contra a nossa gente, ele diz: “Mas a “SABEDORIA” que vem do alto é, primeiramente “PURA”, depois “PACÍFICA”, “MODERADA”, TRATÁVEL, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem HIPOCRISIA” Tiago 3:17. O que falta aos crentes “CRENTES MUNDERNOS” hoje é “SABEDORIA”, conhecimento sobra, eles sabem falar sobre qualquer assunto, mas na hora de exercitar a coisa pega, não sabem sequer definir entre o Sagrado e o Profano. Muitos não sabem que os “DEMÔNIOS” também crêem mesmo estando registrado na Bíblia: “Tu crês que há um só Deus, fazes bem. Também os demônios crêem, e estremecem” – Tiago 2:19. E aqui entra o alerta de Paulo: “…Transfiguram-se em APÓSTOLOS DE CRISTO”. Estes estão ai, agindo livremente e fazendo vítimas, pregando um evangelho voltado para as coisas materiais e para a exaltação do eu, eles não levam em consideração a recomendação expressa da Bíblia que diz: “Humilhai-vos perante a potente mão do Senhor, e ele te EXALTARÁ” – Tiago 4:16.

As marcas do exercício da fé na vida de Paulo eram evidentes, ele carregava no seu corpo prisões e açoites que o levaram a afirmar: “Posso todas as coisas naquele que me fortalece” – Filepenses 4:13. Deus nunca falou que o Apóstolo Paulo não passaria por situações terríveis, ele disse sim, que passaria com ele, que estaria com ele que te daria graça, força, animo, que jamais o abandonaria. Quando ele falou que “TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE”, Deus estava querendo dizer que na longa estrada da sua vida haveria muitos momentos que ele poderia se sentir só, mas que isso não era verdade, que nele tudo poderia ser recompensado. Até mesmo vencer suas emoções que a cada hora tenta dizer que o Senhor o havia abandonado.

Concluímos que o ponto de Paulo quanto àquilo que ele pode fazer se refere à força para enfrentar situações que a vida traz a ele, especificamente no sentido de necessidades pessoais. Mas a ênfase não está nele só, e sim NAQUELE que lhe dá esta força, Cristo Jesus. O versículo pode ser dividido em duas partes “TUDO POSSO” e “NAQUELE QUE ME FORTALECE”. O mundo declara com orgulho e confiança “TUDO POSSO” e pronto. O Cristão corrige, com humildade temperada pela fé em Jesus “Sei que enfrentarei muitas dificuldades nesta vida, e que sozinho seria derrubado, mas, “com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação”.

Hoje em dia os Cristãos ainda enfrentam as incertezas do desemprego, o medo da violência e da doença. É preciso assegurá-los de que, com Cristo, podemos lidar com qualquer situação, não importa quão adversa for. Podemos confiar em Deus de que Ele nos dará a força que precisamos. Basta caminharmos junto a Jesus.

Voltando aos “FALSOS APÓSTOLOS”, eles sabem e se especializam e lidar com as emoções e com os sentimentos do povo, usam a psicologia e truques de ilusionismos associados á feitiçaria para enganara e atrair a confiança dos miseráveis, pessoas que olham para estes falsários como se eles fossem “SUOER DEUSES”, com capacidade de resolver qualquer problema. Eles não possuem qualquer sentimento, pelo contrário alimentam as expectativas de suas vítimas com promessas vazias, levando-as a aceitarem tudo que lhes é oferecido como se fosse coisa Divina.

È uma temeridade chamar estes “EXECUTIVOS DA FÉ” de homens de Deus, é um despropósito que expressa a total falta de conhecimento das Escrituras. Os “CRISTÃOS” primitivos receberam este apelido em razão de anunciarem unicamente o Senhor Jesus, ele primavam pela fidelidade aos princípios de fé que declaravam e confessavam. “CRISTÃO” hoje é sinônimo de mentira, de engano, de corrupção, de comércio, de exploração, de exibicionismo, de orgulho, de vaidade, de prepotência e de autoritarismo. Este autoritarismo fica evidente com os caboclos dando ordens e determinando a Deus o que ele deve ou não fazer. O espírito de unidade e de comunidade se perdeu ao longo dos séculos, hoje é cada um para si e o Diabo para todos. É!!! Isto mesmo, o que é meu é meu, o que é seu também é meu e o que é do estado eu também quero como parte do meu patrimônio. Quer uma prova apenas? Vejam os nossos picaretas políticos que se declaram evangélicos, conheça o que eles tinham e o que possuem depois de ingressar nos porões da vida publica. Veja o que os “PASTORES POLÍTICOS” tinham e o que possuem hoje. É por ai…

Preocupa-me sobremaneira o que Jesus disse: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos Céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade” – Mateus 7:21 e 23. Tem milhares de pessoas inclusas nesta declaração e não se dão conta disto, pensam que por freqüentarem um local onde há curas duvidosas e questionáveis, eles têm assegurado a entrada nas mansões celestiais, mas a coisa não é bem assim.

Portanto, tome cuidado, você pode estar sendo vítima de uma religiosidade mercenária, voltada para práticas delituosas que corrompem a fé e destroem a alma, não trazendo nenhuma segurança quanto ao seu futuro. Se este for o seu caso, medite nas palavras de Jesus e criteriosamente faça uma avaliação para se certificar quanto ao que você ouvirá naquele grande dia, no juízo final.

“As vossas luas novas e os vossos cultos solenes aborrecem a minha alma, já me são pesadas e eu estou cansado de sofrer, diz o Senhor dos Exércitos” – Isaias 1:14.

Carlos Roberto Martins de Souza.

Anúncios

One thought on “Falsos Apóstolos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s