A Heresia do Jumentinho


Meus irmãos. Depois de sete dias em jejum e oração, tive uma visão. Jesus, montado no jumentinho, entrava em Jerusalém e, ao passar por mim, disse: – Filhinho, assim como este jumentinho está me carregando, ele carregará seus problemas para bem longe. Diga a meu povo que uma vez por ano, durante uma campanha de sete sábados, todos orem com uma réplica deste jumento nas mãos.

Os que fizerem esse sacrifício com fé, serão prósperos. Por isso, iniciaremos na próxima semana a campanha do jumento. Nossos pastores estarão no templo, montados em seus asnos, para recebê-los. Vocês terão oportunidade de tocar e montar no jumentinho de Jesus. Mandamos fazer dez mil réplicas desse santo animalzinho. Todo o estoque está ungido. Por uma bagatela de cinqüenta a quinhentos reais, dependendo da opção, vocês poderão adquirir um exemplar. Temos modelos pequenos para serem pendurados no pescoço, e maiores, para serem montados na Igreja, na hora da bênção. Adquiram já o seu. No momento da montaria poderão até tocar a “trombeta para derrubar muralhas”.

Conforme descrição dos jumentólogos, esse animal possui uma cruz no seu dorso, indicativa de que carregará sua pobreza para bem longe. O jumento será o seu “bode emissário”. Leiam: “E Arão porá ambas as suas mãos sobre a cabeça do bode vivo, e sobre ele confessará todas as iniqüidades dos filhos de Israel, e todas as suas transgressões, e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem designado. E assim aquele bode levará sobre si todas as iniqüidades deles à terra solitária; e deixará o bode no deserto” (Lv 16.8,21,22). Portanto, a minha visão tem apoio bíblico. Mas é preciso uma palavra de poder. Montem seus jumentos e, ao terminar a oração dos pastores, determinem: Jumentinho de Jesus, eu te ordeno: leve a minha pobreza para longe. Ao fim dos sete sábados, todos os que adquiriram a imagem do eqüídeo receberão uma oração especial.

Assim nascem as heresias. As ovelhas apenas ouvem e obedecem.

Tomara que essa visão ilustrativa não seja levada a sério e passe da ficção à realidade. Por Airton Evangelista da Costa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s