Os Crentes Gostam de Ser Enganados!


Postado em Falso Evangelho em 29/07/2009 por Roberto Aguiar

Lobo Mau

 

“E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós” (1 Coríntios 11:19)

 

Como se não bastasse o falso reavivamento de Lakeland (Flórida), mais cedo ou mais tarde alguém teria de manufaturar outra aberração deste gênero. Do mesmo modo que Benny Hinn, Kenneth Copeland e o “queridinho” do momento – Todd Bentley – estes indivíduos não são os autores de suas respectivas heresias, pois são muito menos inovadores do que imaginam ser, e simplesmente as incorporam. Eles são os proponentes de uma falsa espiritualidade, a qual tem sido abraçada por milhões de incautos cristãos professos, no mundo inteiro. Eles costumam se exibir, expressando uma falsa espiritualidade em suas áreas, e por isso não importa quantas vezes esses espúrios reavivamentos sejam desacreditados, logo aparece outro e sempre existe uma congregação pronta a participar alegremente de mais um engodo.

 

Infelizmente, é disso que o meu povo gosta!

 

Visto como existe um mercado religioso, ansioso para entrar nesse tipo de Gnosticismo disfarçado de Cristianismo, depressa esses movimentos de reavivamento florescem. Por isso é que sempre existe uma “Bênção de Toronto”, um “Reavivamento de Pensacola” e um “Reavivamento de Lakeland”. Muitos autores cristãos têm escrito e documentado inteiramente as falsas predições dos líderes do chamado “Movimento de Apóstolos e Profetas”, como Rick Joyner, Bob Jones, John Paul Jackson e Paul Cain. Mas, quanto mais estes falsos profetas são denunciados, mais cresce a multidão dos seus seguidores.

 

Mas é disso que o meu povo gosta!

 

Esses “profetas” são também chamados “falsos mestres”. Bob Jones, por exemplo, recebe revelações de um espírito guia chamado “Dominus”, que ele supõe ser o próprio Jesus.  Kenneth Copeland ensinava que “ele e qualquer cristão nascido de novo, com o mesmo conhecimento de revelação, poderia ter morrido na cruz!”

 

Todd Bentley fala de um espírito que ele chama “Emma”, o qual foi o autor do “Reavivamento de Lakeland”, conforme se lê abaixo:

 

“Agora quero falar de uma experiência angélica com Emma. Duas vezes Bob Jones havia me perguntado a respeito deste anjo que apareceu em Kansas City, em 1980: ‘Todd, você já viu alguma vez um anjo chamado Emma?’ … Fiquei surpreso e indaguei: ‘Bob, quem é Emma?’ Foi então que ele me contou que Emma foi o anjo que ajudou a dar à luz todo o movimento em Kansas City, nos anos 1980. Ele foi uma espécie de anjo maternal, o qual ajudou a nortear o movimento profético, quando este deslanchou. Dentro de algumas semanas, após Bob ter-me falado sobre Emma, eu estava num culto, em Beulah, Dakota Norte. Na metade do culto, quando eu conversava com Ivan e outra pessoa, Emma entrou. Quando fixei meus olhos neste anjo, o Senhor falou comigo: ‘Aqui está Emma’. Não estou brincando. Emma flutuava alguns centímetros acima do chão. Parecia a Kathryn Kuhlman naqueles vídeos antigos, nos quais ela aparece trajada de branco e parece estar resplandecendo na plataforma. Emma parecia uma jovem de 22 anos, mas, ao mesmo tempo, parecia uma pessoa idosa. Parecia incorporar sabedoria, virtude e graça, conforme Provérbios 31:25: ‘A força e a glória são os seus vestidos’. (De
Todd Bentley, artigo: “Hostes Angelics”. Ver o
site www.etpv.org/ 2003/angho. html.

 

Sem dúvida, algum tempo atrás, este tráfico de anjos seria considerado perigoso, ou até mesmo demoníaco, mas vivemos num tempo em que o discernimento bíblico está cada vez mais reduzido. Num excerto, Bentley relata  um encontro com o anjo companheiro de William Branham:

 

“A primeira vez que o anjo convocou o movimento de cura foi em 05/12/2000, em Grant Press. Novamente ele veio a mim, em Albany, no mês de fevereiro seguinte. Ele permaneceu durante o culto, com o seu corpo flutuando, quase tocando o teto da igreja. Foi quando o Senhor me contou o nome do anjo, que era o mesmo anjo que eu tinha visto em Grant Press.  Ele ainda me revelou que este anjo estava envolvido no ministério de John Lake, de William Branham e John Knox (o da Escócia). Este é outro sinal de como Deus está restaurando o reavivamento ‘Voz da Cura’ e abrindo novos poços”.

 

(Ibid, www.etpv.org/ 2003/angho. html).

 

O que acontece é que um ostensivo ocultismo, o qual,  noutro tempo, teria sido discernido e rejeitado por todos os evangélicos, agora está em franco crescimento. Porque é disso que o meu povo gosta! Satanás cega o entendimento dos líderes desses movimentos (2 coríntios 4:4), conduzindo-os à infidelidade contra o  nosso Deus e o Seu povo.  Por isso é que precisa haver um tráfico de anjos, a fim de que “se manifeste o festivo poder de Deus”. Se não houvesse um, alguém teria de inventá-lo…

 

“QUANDO profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio, e suceder o tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los; não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos; porquanto o SENHOR vosso Deus vos prova, para saber se amais o SENHOR vosso Deus com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma”. (Deuteronômio 13:1-3).

 

Estes supostos “sinais e maravilhas” são um teste espiritual do Senhor. Ele quer saber se nós realmente  O amamos “de todo o nosso coração e de todo o nosso entendimento” . O que estamos testemunhando, hoje em dia, na chamada “Igreja Emergente”, é adultério espiritual.. . Mas é disso que o meu povo gosta! Sobre estes engodos dos últimos dias fomos admoestados, desde o princípio, pelos apóstolos: João, Pedro, Paulo e Judas.

 

Quais são as pessoas que vivem em busca de poder? Por acaso são as que morrem de amor por Jesus? Não! São os seguidores de certos ministérios espetaculares e nada que possamos fazer ou dizer a esses iludidos vai conseguir abrir os seus olhos. Eles vão continuar apoiando Paul Cain (denunciado como um alcoólatra) e Bob Jones (um enganador de mulheres). Mesmo assim, Rick Joyner e Todd Bentley costumam apresentá-los como “santos homens de Deus”, e até mesmo como “Pais do Movimento Profético”.

 

Conforme Deuteronômio 13, não devemos apoiar este tipo de engodo, se de fato amamos ao Senhor de todo o nosso coração. Quem ama ao Senhor honra a Sua Palavra. Ela não respalda os “dons de poder” nem os ensinos desses falsos ministros. Seus “dons de poder” até podem ser espetaculares, mas os ensinos podem levar os seus discípulos à idolatria. Esses “fabricantes de sinais e maravilhas”, embora proclamando o nome de Deus, apenas conduzem o povo cristão a outros deuses; não ao Deus da Bíblia, mas a um falso “Jesus”.

 

O deus de Emma (o anjo de Bentley) não é o Deus da Bíblia. O deus de Paul  Cain e de Bob Jones não é o Deus dos apóstolos. O deus de Branham, que ensinava que o horóscopo tem o mesmo valor da Bíblia, não é o MEU DEUS. Estes homens estão promovendo outros deuses, usando o nome do nosso Deus verdadeiro.  Certamente o deus de [o bruxo] Rodney Howard-Brown, o qual proclama ser o “barman de Deus”, não é o Deus da Bíblia. [Deus não é dono de bar]. Mesmo assim, estes homens se tornaram poderosos e sabem disso. Eles se deleitam no profético e no sobrenatural e se apresentam como arautos no cumprimento das “Profecias” e das “Palavras” antigas.

 

Mas é disso que o meu povo gosta!

 

“E estava ali um certo homem, chamado Simão, que anteriormente exercera naquela cidade a arte mágica, e tinha iludido o povo de Samaria, dizendo que era uma grande personagem; ao qual todos atendiam, desde o menor até ao maior, dizendo: Este é a grande virtude de Deus. E atendiam-no, porque já desde muito tempo os havia iludido com artes mágicas”. (Atos 8:9-11).

 

Todd Bentley é “GRANDE’’! Se não acreditam em mim, indaguem as multidões que tanto se maravilharam com o espantoso “Reavivamento de Lakeland”, na Flórida. Ou então, observem a apresentação do show de TV “Xtreme Prophetic”, apresentado por Patrícia King. Ele pode ser visto no YouTube.  Bentley foi apresentado neste show como um dos novos profetas desta geração atual. Patrícia King, a anfitriã, falou para muitos telespectadores de Todd como sendo “um homem de poder” e também “um vidente”. Ela disse ainda que Todd foi enviado para anunciar o Reino de Deus a milhões de pessoas, nos últimos oito anos. Todd foi convidado para este show com o seu mentor, outro “grande profeta”, Bob Jones. A apresentação de Bob Jones foi impressionante. Patrícia King o apresentou como sendo “um campeão na área dos videntes” e “um dos mais exatos profetas de nossa geração” e lhe agradeceu por ser um “pai da fé”, além de ser um “profeta vidente”.

 

O próprio Bentley tem grande reverência por Jones. Quando ele se prepara para receber a “visitação anual do Senhor”, buscando qual será a Palavra para o próximo ano, parte dessa preparação é feita em consulta a Bob Jones. “… precisando de uma clara comissão do Senhor referente à direção para o ano, eu sempre o procuro para saber o que virá à frente. Com este propósito, indaguei, recentemente, ao meu amigo Bob Jones (um profeta rico em dons e maturidade) sobre o que Deus estava lhe dizendo, para o ano de 2008”. www.elijahlist. com.

 

Não interessa que o mentor de Todd Bentley – Bob Jones – seja um falso profeta (o qual foi denunciado por mulheres apaixonadas e decepcionadas, que foram a ele, em busca de conselhos proféticos). Quando um líder é considerado “GRANDE” ou então “A GRANDE VIRTUDE DE DEUS” (como Simão, o mágico de Atos 8), ele não precisa se preocupar com admoestações bíblicas dirigidas às pessoas, para que elas evitem os falsos profetas. As predições de Jones, tais como um iminente terremoto em Los Angeles, em 1997… não aconteceram e nenhuma de suas predições vai acontecer… Mesmo assim, não vai deixar de ser acreditada a sua odiosa doutrina de que “o governo da Terra deverá repousar sobre os ombros dos apóstolos e profetas instaurados, e que existirá apenas uma elite, ou seja, uma linhagem sanguínea proveniente do apóstolo Paulo, de Davi, Pedro e João, a qual vai se tornar a Companhia do Menino Homem, Reconstrutora da Terra”.

 

[N. T. Esta companhia, segundo eles, vai governar o mundo através da Igreja, durante mil anos, a fim de preparar a Terra para a volta de Jesus. Trata-se de uma doutrina católica (Dominionismo) de Agostinho de Hipona, renomeada de Reconstrucionismo] .  Nem mesmo tantos desvios doutrinários conseguem abalar o prestígio desses homens considerados GRANDES! Eles dizem que “somente as pessoas de mente estreita se colocam contra eles – os fariseus e os críticos”.

 

Por que não levar  a sério Deuteronômio 18, o qual nos admoesta a desacreditar em qualquer (falso) profeta que faz admoestações em nome do Senhor, as quais deixam de acontecer? Em Deuteronômio 13:1-3, já lemos: “QUANDO profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio, tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los; não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos”.

 

 Outro “grande profeta” muito estimado por Todd Bentley e seus mentores – Bob Jones e Paul Cain – é o falecido William Branham. O poder de Branham era “GRANDE”! O grave problema era o seu ensino. Ele ensinava algumas excentricidades, tais como a crença de que “a Doutrina da Trindade é demoníaca”; “O zodíaco é tão válido como a Palavra de Deus” e que ele era “O próprio Anjo da Igreja de Laodicéia”. Quando ele faleceu, num acidente de carro, seus seguidores atrasaram o seu sepultamento por vários meses, esperando que ele ressuscitasse na Páscoa seguinte. [N.T. – A idolatria de Israel era com os falsos deuses; a idolatria dos católicos, com os falsos “santos” falecidos e o seu papa; a dos neopentecostais, com os seus falsos profetas].

 

Bentley,  Cain, Rick Joyner, o desacreditado Bob Jones e muitos outros … todos eles continuam idolatrando Branham até o dia de hoje. Assim como eles consideram Branham GRANDE, esperam que, no futuro, sejam eles mesmos também considerados GRANDES!  Todos os que se tornam seguidores destes falsos profetas também desejam ser considerados GRANDES.  Eles anseiam por “uma grande demonstração do poder de Deus” em suas vidas, pois os seus corações não são retos. [N.T. – Quem estuda e obedece aos ensinos da Palavra de Deus não precisa de manifestações de poder, de sinais e maravilhas, pois  “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”].

 

 Do mesmo modo como se deu com os samaritanos de Atos 8, os cristãos emergentes ficam maravilhados diante dos atos de feitiçaria carismática, das falsas curas, dos sinais e maravilhas, do pó de ouro, dos estigmas e de outros engodos, porque se afastaram do Deus Verdadeiro e perderem o senso de discernimento: O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência” (Provérbios 9:10). Essas pessoas que dão ouvidos a Bentley e aos seus mentores, ouvindo estórias da carochinha que eles contam (N. T. – que recebem visitas e conversam com Jesus, ignorando que  Cristo está assentado à destra do Pai e dali só sairá no final dos tempos, para julgar os vivos e os mortos], sob o patrocínio de Rodney Howard-Brown, um dos mais escandalosos “videntes” em Pensacola, são todos eles discípulos de Simão,  o mágico, que Pedro castigou, no ato. Os samaritanos estavam fascinados por Simão, dizendo: “Este é a grande virtude de Deus” (Atos 8:10), quando foram admoestados por Pedro. Pois esta geração adúltera também está sendo enganada por Bentley, Cain, Jones e outros  falsos profetas americanos, os quais são literalmente copiados pelos pastores nacionais. Nós, os cristãos bíblicos, não fomos chamados para adular a homens e os que seguem a operação do erro é que vão adorar o GRANDE HOMEM chamado “Anticristo”.  Pedro percebeu que Simão,  o mágico de Atos 8, estava em “fel de amargura e em laço de iniquidade” (verso 23), e se reportou a Moisés, conforme Deuteronômio 29:18: “Para que entre vós não haja homem, nem mulher, nem família, nem tribo, cujo coração hoje se desvie do SENHOR nosso Deus, para que vá servir aos deuses destas nações; para que entre vós não haja raiz que dê veneno e fel”. Talvez Pedro tenha previsto, na obra de Simão, uma “raiz de fel e amargura” penetrando na igreja primitiva, o que ele se apressou em condenar, prevendo que a idolatria de Israel iria se manifestar nas igrejas em Cristo, com adoração a homens pecadores e corruptos. [N.T – A esposa de Todd Bentley – Shonnah – separou-se dele por causa de sua contínua embriaguez e  também porque ele cometeu adultério com algumas de suas “ovelhas”. Pois é a esse tipo de “profeta” que os carismáticos seguem]…

 

Talvez não seja tarde demais para os seguidores da operação do erro se arrependerem. A Igreja está enferma, principalmente essa Igreja que vive correndo atrás de profecias, curas, sinais e maravilhas. Mas Deus é poderoso para transformar nossos erros em bênçãos, quando nos arrependemos e os confessamos. Esta é a verdade contida na 1 João 1:9: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”. E logo em seguida, “O sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (verso 7). Devemos reconhecer nossos pecados, mas confessá-los a Quem é fiel e justo para no-los perdoar, pois isto vai redundar em honra e glória para o nosso MARAVILHOSO DEUS!

 

Mary Schultze

 

Fonte: Adaptação de dois artigos do Pr. Bill Randles: “My People Love It So”.

Fonte: http://discernimentocristao.wordpress.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s